Vendas de automóveis e comerciais leves crescem 10,07% no acumulado do ano

Em novembro, foram vendidas 197.247 unidades do segmento, apontando crescimento significativo, de 13,66%, sobre o mesmo mês do ano passado.

De acordo com o levantamento realizado pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade que representa mais de 7.400 mil concessionários de veículos automotores, o segmento de automóveis e comerciais leves registrou, no acumulado de janeiro a novembro, 1.967.392 unidades licenciadas, resultado que representa alta de 10,07% sobre as 1.787.330 unidades de igual período de 2016.

Em novembro, foram vendidas 197.247 unidades do segmento, apontando crescimento significativo, de 13,66%, sobre o mesmo mês do ano passado. A média diária de vendas, na mesma comparação, foi 5,3% superior neste ano, reforçando a tendência de retomada do mercado brasileiro de veículos.
Na comparação com outubro, mês com 21 dias úteis e 196.626 unidades, as vendas de automóveis e comerciais leves, em novembro, mostram leve alta, de 0,32%.
Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, os resultados obtidos em novembro confirmam as expectativas de retomada do crescimento em 2017, mantendo as projeções positivas da entidade. "A alta nos índices de confiança e a contínua queda na inadimplência, que registrou o menor índice desde 2011, fez com que o comprador voltasse às concessionárias. O aumento da oferta de crédito também tem impulsionado o crescimento do mercado neste momento e incentivado o cliente a efetivar sua compra”, declarou Assumpção Júnior.


O mercado total, considerando automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, somou, em novembro, 280.405 unidades, numa alta de 7,25% sobre o mesmo mês de 2016. Ante as vendas de outubro, que somaram 282.355 veículos, esse resultado representa queda de 0,69%.
No acumulado do ano, a alta de todos os segmentos somados foi de 1,38%, na comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a 2.915.511 unidades comercializadas de janeiro a novembro, contra 2.875.727 no mesmo período de 2016.

COMENTÁRIOS